17 de out de 2009

Meu Sopro


O prazer do presente
conhecer e ter você
o encanto do toque ausente
feliz em encontrar o interior
sem despedidas

levemente preso ao meu destino
o teu encanta desconhecido
o que conheço é sem saber
estou gravada em você
camuflada em sustenidos
em grooves e loops
sentidos e intensos


12 de out de 2009

quase irmãos




O brilho da risada de Mateus...
o perfume do sorriso de Felipe.
o abraço idiota de lucas,
as piadas baratas de Thiago,
o beijo na bochecha de Riva...


Quando rimos juntos das maiores besteiras, e um só começa porque outro riu primeiro. Jogar volei o dia inteiro, mas só tem graça se Diego der sua contribuição atlética, é impressionante como ele não consegue controlar os próprios dedos. No final dormimos misturados na sala de Tia Abe, e cada um vai tomando seu rumo durante a madrugada...

Acordar com os passarinhos na janela,
com a cantoria das arvores agitadas pelo vento,
e ouvir os gritos coloridos de Mateus...
Não saber que dia é hoje,
muito menos a data...

Dias de sol alegre, pouco corrido, muito sentido...
Amor presente...

2 de out de 2009

OBS

Quando os acontecimentos da vida afetam nossa estabilidade emocional, a nossa tendência é achar que estamos sujeitos as emoções, que não escolhemos sentir tristeza ou alegria. Pensando sobre esse tipo de situação comecei a observar a mim mesma e os outros, e eu tenho uma novidade para os "sensíveis" de plantão, nossa mente controla o corpo inteiro e consequentemente o coração, nunca sentimos aquilo que não nos permitimos. Lógico que ela é influenciada pela visão, audição e todos os sentidos, mas nós escolhemos o que ver, ouvir, sentir. Ser capaz de coordenar e direcionar esses impulsos corretamente não é um conceito para insensibilidade e sim mais uma prova da racionalidade humana...
Mas é fato que a maioria esmagadora das pessoas não tem essa capacidade de auto-controle.
Estudos de um dos maiores cientistas de todos os tempos, Albert Einstein, mostram que aqueles que têm "QI" acima da média, são capazes de controlar emoções com maior facilidade. O que não quer dizer que pessoas "normais" não consigam o mesmo, embora com maior dificuldade.