31 de dez de 2008

Ultimo dia do ano...
Indiferente a correria, a euforia e aos paradigmas que envolvem este dia, faço dos últimos momentos de 2008 tempo de reflexão, não retrospectivamente, mas com o espírito tomado pela felicidade de saber que o ano passou e com ele suas tristezas e alegrias, dependendo apenas de mim mesma a construção do próximo...

Surgem novas oportunidades, novas amizades, quem sabe novo amor...
Mas tudo depende de suas escolhas, de sua vontade e empenho em realizá-las...
O estudo introspectivo daquilo que realmente queremos é o primeiro passo para a decisão. É claro que o meio em que vivemos, as situações criadas e as pessoas que nos rodeiam são parte indispensável deste estudo, mas você é o senhor do seu tempo...

Agora, eu tento escrever o que se passa comigo sentada observando a movimentação e agitação das programações para a "festa de fim de ano", e percebo quão fútil e inútil é esse cerimonial hipócrita que as pessoas repetem todos os anos sem a mínima consciência da responsabilidade dessa nova etapa...

Se todos parassem algumas horas, em uma reflexão pessoal, suas atitudes no ano seguinte seriam diferentes...

Tenha tempo para você, suas escolhas são o alicerce dessa nova construção que se inicia em algumas horas... O que vai mudar no próximo ano é apenas a troca do 8 pelo 9, tudo é continuação...